Aprendendo a lidar com a mente inquieta

Relaxa. Respira fundo. Relaxa.

6 minutos marcados no despertador.

Senta. Se ajeita. Respira.

O caminhão passa lá fora.

A porta bate.

Por que aquela garota passa tanto tempo no espelho?

Respira. Foca no movimento do peito. Infla e desinfla.

Preciso depilar.

E aquela amiga com quem nunca mais falei?

O que eu fiz de errado?

Respira mais fundo. Relaxa.

Quero comer tofu com cebola hoje.

E dormir numa cama fofa e branca.

Onde vou morar mês que vem?

Respira mais fundo.

Tem pão pro café da manhã?

Passou um cachorro lá fora, ou dois?

O que eu vou ser ano que vem?

6 minutos.

Meditação é isso. Observar os pensamentos passarem pela mente. Só observar. E deixar que eles passem. Você vai querer seguir todos. Mas com o tempo vai  percebendo que pode controlar seu impulso. Não precisa se fixar em nenhum, seja um pensamento bom ou negativo. 

Meditação não é religião, é exercício. Muitas religiões usam a meditação em suas práticas, mas você não precisa seguir religião alguma para praticar meditação. Meditação é musculação pra mente. Tem que treinar, todo dia, ou pelo menos com frequência, para deixar a mente forte e capaz de seguir os pensamentos que te servem, e deixar passar aqueles que não servem.

Eu tô começando esse ano com o propósito de meditar mais, pois preciso ser produtiva mais do que nunca e quero ter uma vida mais feliz.  Eu sempre me pego com pensamentos negativos, isso melhorou bastante depois desse ano que passei na Ásia, mas quero ser mais consciente sobre como minha mente funciona e cultivar uma perspectiva melhor sobre a vida.

Vou passar aqui o passo a passo da técnica que aprendi no mosteiro Zen Budista que visitei no Vietnam. A técnica é bem simples e bem difícil ao mesmo tempo.

  • Alongue, sente-se confortavelmente. A ideia de sentar e não deitar, é pra evitar que você durma. Você precisa estar bem acordado, meditar não é cochilar. 
  • Mãos coloque as mãos sobre os quadris, como preferir. Depois posto mais sobre a postura ensinada no Zen Budismo. A freira que me orientava se divertia com minha falta de flexibilidade total. Então eu adaptei. O negócio é achar uma postura confortável pra você. Com o tempo o seu corpo vai ser sentir melhor. Não desista. 
  • Olhos Mantenha o olhar baixo, mas sem fechar os olhos completamente. De novo, para principiantes é melhor não fechar os olhos, para evitar dormir.
  • Coloque o alarme para 3 minutos inicialmente – depois vá aumentando esse tempo. Minha primeira vez no mosteiro foram 30 minutos, se quiser tentar um tempo mais longo, vá em frente. As freiras lá meditam por cerca de duas horas diariamente. 
  • Prática – conte a respiração até 10 (pode ser só a inspiração ou os dois movimentos). Quando chegar a 10, comece de novo. Se se pegar no 60, comece de novo. É só até 10 e volta pro 1. Se perder a conta, comece de novo. Não poderia ser mais simples, né? Mas você vai ver como nossa mente é loucaaaaa! Nesse tempo, não se apegue aos pensamentos, seja o que for, deixa passar, como se fosse um letreiro de cinema. Somente observe e mantenha a conta. A conta é o que vai te ajudar a focar.

Existe aplicativos que podem te ajudar. Eu tô usando o Headspace, um aplicativo que te guia na meditação. ele dá orientações e ajuda a marcar o tempo. Tem opções de graça e outras pagas.  Na meditação de hoje ele usou a técnica dos 10.

Vou tentar compartilhar um pouco do que for achando por aqui, se quiser escrever suas experiências com meditação, vou adorar falar sobre isso.

Credits: Image from Vecteezy, with changes.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s